O Blog

Compartilhando informações, dicas, relatos, diário e tudo que você quer saber sobre a tão controversa hipoglicemia. Por que ela não pode ser um tabu!



Aberto a todos os tipos e causas.


sexta-feira, 12 de março de 2010

Hipoglicemia Reativa

Quero lembrar aqui antes de colocar algo sobre, que essas informações que estão publicadas neste post são informações teóricas, não é meu parecer como sintomática ms sim fruto de pesquisa web, por isso deixo claro que nem tudo pode ser ligado a informação prática, alguns sintomas colocados podem não estar completos assim como outras informações, estou simplesmente colocando primeiramente informações como disse teóricas para leigos e por iso muitas vezes são incompletas.

Hipoglicemia reativa é um termo médico que descreve episódios recorrentes de hipoglicemiacarboidratos ou de glicose. Imagina-se que seja consequência de uma liberação excessiva de insulina estimulada pela refeição de carboidratos, mas que perdura passado o período da digestão sintomática, que ocorrem de duas a quatro horas após a ingestão de uma refeição rica em e da disponibilidade de glicose derivada da ingestão.

A prevalência desta condição é controversa e de difícil determinação, pois têm sido usadas algumas definições muito estritas ou amplas demais, e porque muitos portadores saudáveis e assintomáticos podem mostrar em seu exame de tolerância à glicose um padrão característico de hipoglicemia reativa. Foi proposto que o termo hipoglicemia reativa seja reservado ao padrão de hipoglicemia pós-prandial que concorda com os critérios de Whipple (os sintomas correspondem a glicose comprovadamente baixa e são aliviados pela elevação da glicose), e que o termo síndrome pós-prandial idiopática seja usado para padrões similares de sintomas onde níveis anormalmente baixos de glicose concomitantes ao aparecimento dos sintomas não podem ser documentados.


Sintomas comuns

Embora os sintomas variem de acordo com a sensibilidade individual à elevação ou decréscimo nos níveis de glicose, alguns dos sintomas mais comuns são:

  • fadiga
  • cefaléia
  • palpitações
  • depressão
  • nervosismo
  • irritabilidade
  • tremores
  • rubores
  • desejo por coisas doces
  • apetite aumentado
  • rinite
  • sudorese
  • resposta pseudo-epilética a luzes brilhantes piscando

Causas

Há diferentes tipos de hipoglicemia reativa:

Para verificar se de fato se trata de hipoglicemia quando os sintomas aparecem, deve-se fazer um exame de nível de glicose, ou, mais acurado para este tipo de diagnóstico, um teste de refeição. Então pode-se determinar se existe alguma outra doença (por exemplo o hipotireoidismo) que seja a causa da hipoglicemia reativa.

Para aliviar a hipoglicemia reativa, alguns profissionais de saúde recomendam o seguinte:

  • comer refeições pequenas e lanches a cada 3 horas.
  • ingerir alimentos variados, incluindo carne vermelha, aves, peixe ou outras fontes de proteína, vegetais e produtos lácteos.
  • escolher alimentos ricos em fibras e de índice glicêmico médio ou baixo.
  • evitar ou limitar alimentos ricos em açúcar, especialmente se o estômago estiver vazio.
  • evitar álcool, cafeína, alimentos ricos em amido como arroz branco, batatas, milho e pipoca.
  • adicionar fibras solúveis à refeição (como 5 a 10 g de hemicelulose, pectina ou goma guar à refeição pode ajudar a aliviar os sintomas, especialmente durante a síndrome de dumping).

Aconselha-se consulta a um Nutricionista profissional para planejar a dieta. Embora alguns profissionais de saúde recomendem uma dieta rica em proteína e pobre em carboidratos, estudos não provaram a eficácia deste tipo de dieta para a hipoglicemia reativa. Se a dieta não causar alívio nos sintomas alguns medicamentos podem ser úteis, mas devem ser prescritos por um médico.

Síndrome pós-prandial e Síndrome adrenérgica pós-prandial

Se não se constatar hipoglicemia na ocorrência dos sintomas, então trata-se de uma síndrome pós-prandial. Poderia ser uma síndrome adrenérgica pós-prandial: a glicemia será normal, mas os sintomas são causados por uma contra-regulação adrenérgica autônoma. Frequentemente esta síndrome é associada a tensão emocional e comportamente ansioso. Poderia então ser avaliada a possibilidade de uma abordagem psicoterapêutica.

4 comentários:

  1. Boa noite, pessoal

    Descobri que tinha hipoglicemia reativa há 1 ano atras, depois de ter passado por todas as especialidades medicas e de ficar muito desesperada pois tinha muitas dores no corpo, crises constantes de enxaqueca, dores na perna e um cansaço sem fim. E acreditem se quiser quem descobriu a HIPO foi o otorrino a quem procurei achando que estava com labirintite e foi ele mesmo quem me deu uma boa explicação sobre o assunto e pediu para que ue procurasse um endocrino e uma nutricionista. o endocrino que procurei nao gostei , sabia menos sobre o assunto do que o otorrino. De lá para cá cortei o açúcar, o pão branco e bebidas alcoolicas, melhorei bastante, mas não sou mais a pessoa de antes. Conviver com a hipo me deixa muito angustiada morro de medo de ficar diabética e uma privação atras da outra. Não entendo como fiquei assim, já que sou magra e nunca fui de comer muita porcaria. Agora arrumei uma outra médica para me acompanhar, passei pela 1ª consulta essa semana depois de esperar por 3 meses, amanhã vou fazer o exame de curva glicemica, além e ser dolorido passei muito mal qdo fiz da 1ª vez, tonturas , ansia de vomito.
    Fiquei muito contente de achar o blog, pois, acredito que só quem passa por isso é capaz de saber o que sinto..

    ResponderExcluir
  2. Gi
    Todos nós nos identificamos com os depoimentos, porque todos nossos sintomas são praticamente iguais e histórias também, costumo brincar que somos todos "gêmeos" rs.
    Realmente só quem tem ou teve sabe exatamente o que é.
    Nossa vida muda demais, nosso organismo nos parece mais debilitado cheio de cuidados especiais e diferentes de antes.
    Eu por exemplo tive de mudar muita coisa por anos da minha vida, sem saber ao certo o que tinha, qdo eu dizia à minha irmã: eu não sei o que é, me parece que seja na comida, toda vez que como me sinto muito mal...E ngm acredita na gente, ouvimos barbaridades e a mais carinhosa é de que tudo é psicológico.
    Só os hipoglicêmicos sabem como é difícil tudo isso.
    Mas tudo fica mais fácil quando temos mais esclarecimento e sabemos que temos uma doença.
    Não se preocupe, endocrinos realmente deixam a desejar, sabemos disso.
    Quanto a curva glicêmica, sinto muito em desanimar, mas ela não acusa muitas vezes a hipoglicemia, só faz sofrer. Aprendi tudo isso com um médico cardiologista...kkk
    Ele que me diagnosticou, estava como clínico geral, eu ja havia desistido de tentar diagnosticar a hipo e estava confusa, fui procura-lo pelas dores nas costas e corpo, foi então que eu estava ja tão mal, pq não fazia a dieta que ele logo de cara foi perguntando se eu tinha hipo, sem eu nem ter entrado na sala direito. Meu rosto era pálido, levemente amarelado, labios arroxeados e ressecados, aspecto cansado e olheiras mais acentuadas, ele disse que era típica minha aparência.
    Bom, vivemos nesse constante medo da diabetes, privações que nos deixam tristes e tendo recaídas, mas te digo uma coisa, isso tem um fim com o tratamento, mesmo não tendo cura, com o equilibrio do pâncreas poderemos ter uma vida normal.
    A minha hipo pode ter vindo da minha alimentação errada que imagine, eu comia somente coisa errada, adorava guloseimas, mesmo assim estava emagrecendo a olhos nus, outra hora engordava mais um pokinho, outras emagrecia, sempre quando eu tava com ela atacada, eu emagrecia, assim como na diabetes, e passava muito mal, muita fome. Tem gente que engorda, mas provavelmente eu adquiri pela hereditariedade. Minha família esta cheia de diabéticos porparte de pai, e um hipo tb. Por parte de mãe, somente minha mãe então n pude fugir, bom que descobri a tempo de mudar o quadro.
    Vamos seguindo a dieta, rigorosamente, corte tudo que for carboidrato não integral da sua vida e açúcar. Esse é um tratamento que até agora esta sendo eficaz, apesar de demorado.
    Bjinnse seja bem vinda Gi, o blog tb é seu!

    ResponderExcluir
  3. Oi desocbri que tenho a HR a pouco mais de 20 dias, mais já estava apresentando sintomas a alguns anos , mais de forma mais branda, de uns tempos para cá esses sintomas aumentaram e eu achava que estava com depressão, passando por uma crise de stress, tarabalho na area da saude, e comecei a perceber que minha vontade de ingerir doces e carboidratos estava aumentando demasiadamente, e eu estava comendo compulssivamente e logo apos ingerir os alimentos o sono era enorme e depois de algumas horas a tontura, falta de ar, sensaçao de desmaio, irritabilidade, calafrio,tristeza, cansaço enfim inumeros sintomas horriveis que essa doença causa estavam aumentando e minha glicemia despencando, foi qdo passei no médico do trabalho no hospital q eu trampo e ela me falou q pelos sintomas poderia ser a HR, eu nunca tinha ouvido falar disso, achei q estava com diabetes porem achava estranho a glicemia baixar e naum aumentar... santa ingnorancia, fiz exames de glicemia que não acusaram nada , agora preciso fazer a bendiuta curva, porem inpossivel no momento passo mal qdo fico mais de 2horas sem comer imagine um tempao em jejum e tomando akele liquido doce...credo!!!! Pelos sintomas minha médica recomendou a dieta sem acucares, farinha branca enfim tudo integral, e felizmente minhas crises andam diminuindo, claro que naum cesso,mais pelo menos ando com meu raciocinio mais normal, dores de cabeça e musculares menores, fora q consigo passar 1 dia bem o outro naum , mais ela disse q é normal demora um pouquinho poara estabilizar...Queria saber se a HR pode causar desidratação tbem...pois minha pele estaaço e qdo estou em crise precebo q fica muiiiiito seca!!!Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Boa noite pessoal,

    Não tenho HR diagnosticada, mas, ao que tudo indica, tive uma crise hipoglicêmica semana passada, por descuido meu. Não tive tempo de tomar café da manhã e logo antes de almoçar comi um pedacinho de chocolate... Nao deu nem tempo de almoçar, comecei a ficar fraca, visão turva, enjoo muito forte, quase desmaiei... horrível!!
    Vou fazer a curva glicêmica semana que vem e estou um pouco apreensiva. Queria saber se é possível ter uma crise isolada de hipoglicemia, sem ser hipoglicêmica.

    Minha médica pediu o exame, pois apresento alguns sintomas leves de possível hipoglicemia como: compulsividade por doce após umas 2 horas das refeições e se nao como algo doce tenho cefaléia, dificuldade de concentração, fadiga etc... mas nada que eu nao consiga lidar. Sempre como um doce e melhoro, por isso queria saber se é possível ter uma crise isolada, pois ainda tenho a esperança que a compulsão por doce seja apenas emocional. O que vcs acham? Obrigada.

    ResponderExcluir